18 de Abr de 2021

Warning: getimagesize(): SSL operation failed with code 1. OpenSSL Error messages: error:14090086:SSL routines:SSL3_GET_SERVER_CERTIFICATE:certificate verify failed in /home/storage/e/bf/a3/portaldaoftalmologi2/public_html/plugins/content/multithumb/multithumb.php on line 1558

Warning: getimagesize(): Failed to enable crypto in /home/storage/e/bf/a3/portaldaoftalmologi2/public_html/plugins/content/multithumb/multithumb.php on line 1558

Warning: getimagesize(https://www.cemahospital.com.br/painel/storage/news/selective-focus-shot-young-woman-wearing-medical-mask-stay-safe-concept.jpg): failed to open stream: operation failed in /home/storage/e/bf/a3/portaldaoftalmologi2/public_html/plugins/content/multithumb/multithumb.php on line 1558
Multithumb found errors on this page:

There was a problem loading image 'https://www.cemahospital.com.br/painel/storage/news/selective-focus-shot-young-woman-wearing-medical-mask-stay-safe-concept.jpg'

Especialista esclarece se é verdade que a conjuntivite pode ser um sintoma em casos graves de Covid, como diferenciar e quando ir ao hospital

b_300_0_16777215_00_https___www.cemahospital.com.br_painel_storage_news_selective-focus-shot-young-woman-wearing-medical-mask-stay-safe-concept.jpg

Uma das doenças oculares mais comuns, principalmente no verão, é a conjuntivite. Ela acontece quando há uma inflamação da conjuntiva, membrana que recobre o globo ocular, causada por algum micro-organismo, entre eles, o Sars-Cov-2. “A Covid é uma doença viral e as enfermidades virais, principalmente aquelas que acometem as vias aéreas, podem afetar a mucosa da conjuntiva. A conjuntivite não é o principal sintoma, mas pode ocorrer nesses casos”, explica o oftalmologista Dr. Leonardo Marculino. Estudos divulgados na China, Itália e nos Estados Unidos sugerem que a conjuntivite pode ser um sintoma nos casos graves da Covid-19. 

“Acredito que ainda é cedo para fazer essa associação. O que podemos afirmar é que os pacientes mais graves da Covid, geralmente, estão internados. Por isso, têm mais chances de desenvolver infecções oculares. Eles ficam mais expostos e os olhos nem sempre recebem todos os cuidados adequados em um ambiente de UTI. O próprio estresse causado pela doença pode levar a esse sintoma”, analisa o médico. Segundo ele, também não é possível ainda fazer uma diferenciação entre a conjuntivite causada pelo Sars-Cov-2 e as outras. Por ser uma enfermidade nova, ainda há muito a descobrir sobre a Covid 19. 

De todo modo, para um diagnóstico de Covid é necessário que outros sintomas estejam presentes, como falta de ar, tosse e febre. Caso ocorra conjuntivite, o especialista lista o que é possível fazer em casa e quando ir ao hospital. “No primeiro dia, recomendamos usar colírios lubrificantes e compressa com água gelada. Se os sintomas persistirem por mais dias, é melhor procurar um oftalmologista. Não exatamente para um diagnóstico de Covid, mas porque pode não ser uma conjuntivite, e sim outras inflamações oculares, e somente um médico é capaz de fazer esse diagnóstico correto”, finaliza Dr. Marculino. 

 

 

 

 

Fonte: PORTAL CEMA