27 de Mai de 2020

Proeminentes, ativos, brilhosos, os olhos do cavalo são bem posicionados nas laterais da cabeça perfazendo uma linha na região da fronte (testa)

cavalo

O cavalo deve ter uma boa visão associada a uma boa audição. Portanto, conjunto de um excelente mecanismo de defesa, segurança e, não raro, inteligência. Uma vez que há certo discernimento do que está a sua volta. O animal enxerga quase em 360 graus em torno de si mesmo. Isso ocorre porque seus olhos estão sobre os lados de sua cabeça. E por este motivo, ele é capaz de avistar objetos ou movimentos atrás dele, mesmo sem se voltar. Porém, há pontos cegos que o impedem de enxergar certos locais. Maiores entre os mamíferos, o tamanho dos olhos de um cavalo evidencia sua importância para ele.

Visão Monocular

O cavalo enxerga com um olho (monocular), mas possui também a visão dupla (binocular). Essa segunda restrita à frente da cabeça e ao longo do seu eixo longitudinal (coluna vertebral). Como saber se ele está olhando com um olho ou os dois? Como ele procura sempre centrar com ambos os olhos sobre algo, o cavalo curva ambas as orelhas sempre para frente. Quando olha de forma monocular (um olho), curva a cabeça. Por exemplo, para enxergar mais longe ele levanta a cabeça. De modo que para enxergar mais de perto, ou a meia distância, a cabeça se posicionará mais baixa.

O quadrúpede tem um modo especial de percepção de profundidade. Como nem sempre ele pode usar os dois olhos (binocular), um olho calcula a distância relativa do objeto. Dessa forma, comparando relativamente com o seu próprio tamanho aproximado. Se o cavalo não pode ver o que está se passando, ele oporá resistência. Nunca tente aproximar-se furtivamente por trás de um cavalo, certamente ele reagirá e acidentes acontecerão.

Outros detalhes

  • O cérebro é divido em duas partes, que não se comunicam entre si. Ele enxerga somente de um lado por vez. Por isso deve-se realizar os exercícios dos dois lados cada vez que for treinar;
  • Como um animal de fuga, o posicionamento dos olhos na cabeça deixa sua visão ampla para que ele possa se defender;
  • A visão binocular (direta para frente) tem um ângulo de 70 graus, como a visão do Humano;
  • Ao passo que a visão monocular (visão lateral), alcança 215 graus de cada lado. Quer dizer que ele enxerga uma pessoa atrás dele até a altura da anca sem virar a cabeça.
  • No campo de visão há dois pontos cegos: na região frontal entre os olhos, bem à frente do seu focinho; e na extremidade caudal do seu corpo.
  • O cavalo tem olhos oblíquos, com efeito, permite que possa fixar objetos próximos – por exemplo a comida no cocho – e bem distantes – ver uma pessoa chegando de longe;
  • Dois sensores localizados na retina, atrás do olho, cone e bastonetes – células fotorreceptoras – são responsáveis pela fixação de cores. O primeiro, foca a visão diurna e as cores propriamente ditas – que os cavalos têm em menor número que os humanos, e o segundo, regula a função noturna e a sensação de claro e escuro – que os cavalos têm em maior número que os Humanos;
  • De longe, enxergam como uma pessoa míope, portanto reconhecendo o dono pela voz e cheiro. E também consegue distinguir espectros de duas cores, azul e amarelo (pesquisas mais recentes).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: Roger Clark, Mundo Equo, Compre Rural e GEMEQ