14 de Jul de 2020

Quando não acreditar em recuperações súbitas e inesperadas, vale a pena lembrar do caso do polonês Janusz Goraj, morador da cidade de Gorzow Wielkopolski, que alega ter abandonado a condição de cegueira após ser atingido por um veículo enquanto atravessava a rua. O homem tornou-se cego do olho esquerdo como consequência de uma série de graves alergias, há cerca de 20 anos.

O caso ocorreu em 2018 e somente neste mês veio à tona mundialmente, quando ganhou as telas de noticiários maiores. Segundo veículos de imprensa, Goraj foi violentamente atingido por um carro durante uma travessia pelas ruas de sua cidade, colidindo a cabeça na lataria do automóvel e, posteriormente, no asfalto, o que o levou a um estado de desacordado imediatamente. Encaminhado com urgência ao hospital, foram indentificadas fraturas também na região do quadril, fator que agravou a cirurgia delicada que o rapaz teve que se submeter.

Foi somente semanas depois, quando foi liberado do hospital com sucesso após o procedimento cirúrgico e de exames de prognóstico, que Goraj percebeu que não estava mais enxergando apenas escuridão, mas que voltou a ver com certa clareza e seus dias de vida como cego haviam, definitivamente, encerrado. "Sua visão teve melhorias dentro de duas semanas. Nós não sabemos exatamente o que causou isso, talvez uma mistura de medicamentos que ele estava tomando durante esse tempo", sugeriu Agnieszka Wisniewska, do Independent Public Provincial Hospital. 

A sugestão da mistura de remédios é a única suposição que membros do hospital puderam encontrar, já que não conseguiram buscar respostas convincentes ou relativas ao acidente que pudessem esclarecer definitivamente o caso. 

"Enquanto eu jazia na cama do hospital, a emoção de poder ver bem novamente foi incrível," disse o polonês. Os doutores ficaram surpresos com a melhora de minha visão, mas não puderam explicá-la. Quando deixei o hospital, eu vi pessoas na rua, pude ver números de registros de carros ou apenas li a mensagem em meu celular. Minha vida mudou!"

Atualmente, o ex-cego está trabalhando no mesmo hospital no qual se recuperou e recusou fazer parte de estudos clínicos para encontrar respostas sobre o que lhe ocorreu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: portal megacurioso