05 de Dez de 2019

Uma das dúvidas mais comuns dos pais de primeira viagem é sobre os cuidados com a visão do bebê. Atualmente, as maternidades brasileiras realizam o chamado “Teste do Olhinho”, útil para detectar doenças oculares congênitas.

Porém, apesar de ser muito importante, este exame não identifica outros problemas na visão que podem surgir depois do nascimento. Por isso, o ideal é levar o bebê a um oftalmopediatra em seu primeiro ano de vida. O olhar de um médico especialista é fundamental pois doenças oftalmológicas mais graves, como a catarata congênita e a retinopatia da prematuridade, por exemplo, podem ser detectadas na maternidade. Entretanto, o bebê pode apresentar outras condições ao longo do primeiro ano de vida, que precisam ser diagnosticadas e tratadas por um oftalmopediatra.

Desenvolvimento da visão acontece até os 7 anos

A primeira consulta com um oftalmopediatra também é importante para bebês sem nenhuma condição ou doença visual. É uma questão de promoção da saúde. Avalia-se o bebê e orienta os pais sobre a higiene dos olhos, além da explicação de como ocorre o desenvolvimento da visão.

A visão só estará totalmente desenvolvida por volta dos 7 anos de idade. Com isso, há vários cuidados que os pais precisam adotar para que este desenvolvimento ocorra de forma saudável. Um ótimo exemplo é estimular a visão de longe para prevenir a miopia. Os casos deste erro refrativo vêm aumentando muito nos últimos anos, graças ao uso precoce e excessivo de tablets e celulares.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: ISO Olhos