13 de Dez de 2019

A MediWorks lançou e a Projetos Ópticos está trazendo para o Brasil o Scansys, um equipamento que chega para garantir uma análise ainda mais precisa do segmento anterior da córnea. Usando uma câmara Scheimpflug, o dispositivo coleta 107.520 pontos de dados e gera 28 imagens em alta resolução de tomografias da córnea.

Com o Scansys, oftalmologista tem acesso a:

- visualização integral do segmento anterior, podendo avaliar a Anterior Chamber Depth (ACD) do paciente, verificar se o formato da íris é normal e calcular a densidade da área selecionada para verificar se o paciente tem opacidade na lente;

- quatro mapas refrativos que mostram a curvatura sagital para a córnea frontal e a elevação para a córnea frontal e traseira. Informam também espessura e outros parâmetros, como valor íngreme de K, valor plano de K, espessura do ápice da córnea, posição central da pupila e posição mais fina para espessura da córnea. Esses dados são úteis para a detecção da maioria dos problemas que podem acometer o paciente;

- análise de ajuste de lente

- o sistema usa os mapas de topografia gerados para recomendar as lentes adequadas para a córnea do paciente e fazer simulação das lentes em uso com fluoresceína, observada por lâmpadas de fenda. Isso acelera o fluxo de trabalho de ajuste da lente e elimina problemas de aceitação da fluoresceína real durante os testes;

- análises do ângulo da câmara; da distância entre a superfície posterior da córnea e a íris; do volume da córnea; do volume da câmara anterior; e da profundidade da câmara anterior (todas úteis para diagnósticos de glaucoma);

- cálculo do valor da densidade da lente para a seção transversal e para a seção longitudinal (útil no diagnóstico de catarata).

Apresentado na AAO 2019, reunião anual da Academia Americana de Oftalmologia que aconteceu em São Francisco, Estados Unidos, que aconteceu na primeira quinzena de outubro deste ano, o Scansys já está homologado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), e suas primeiras unidades chegam ao mercado brasileiro em janeiro de 2020.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: assessoria de comunicação MediWorks