17 de Out de 2019

Apple

Quando se diz "Realidade Aumentada", a primeira coisa que vem à mente é Emojis RA ou outro aplicativo semelhante em que um objeto virtual é colocado no mundo real. No entanto, a RA pode ter várias outras significados, e parece que a Apple está trabalhando num importante recurso de RA, para ajudar os usuários com cegueira parcial a verem melhor. Muitos tipos de deficiência visual resultam em cegueira parcial ou obstrução no campo de visão de uma pessoa. Esses indivíduos podem desenvolver pontos cegos ou flutuantes que obstruem parte da sua visão. Há também pessoas que têm visão comprometida devido a doenças como diabetes.

Esta nova patente de RA da Apple arquivada em USPTO, tem como objetivo ajudar estas pessoas com deficiência visual ao distorcer imagens no seu campo de visão. Um exemplo de como uma cena do mundo real pode ser deformada para que o usuário possa ver por trás de sua obstrução ocular. Tipicamente, se tem um ponto flutuante ou ponto cego, o usuário não consegue ver uma pequena porção no seu campo de visão. A patente da Apple revela que pode usar uma câmera ou um sensor para capturar a imagem no campo de visão da pessoa. Em seguida, determina a parte obstruída na sua linha de visão e deforma as imagens para dar uma visão completa ao usuário. A quantidade de distorção dependerá da deficiência visual da pessoa. Por exemplo, se um usuário tem a visão comprometida, o dispositivo pode ampliar a imagem no seu campo de visão para ter uma imagem melhor do mundo real.

Para além disto, a patente menciona rastreio ocular que vai garantir que a tecnologia de deformação permaneça relevante mesmo quando o usuário olhar ao redor. Na patente, a Apple usou um smartphone para demonstrar como esta tecnologia funciona. No entanto, também pode ser aplicado a outros dispositivos, como óculos inteligentes, que segundo os rumores a gigante de Cupertino está desenvolvendo. Por isso esta tecnologia talvez venha a ser incorporada dentro dos óculos de RA da Apple, quando chegar ao mercado nos próximos dois anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte:https://androidgeek.pt