20 de Mai de 2019

A SOS acomete 25% da população mundial e pode ser causada pelo uso prolongado de dispositivos eletrônicos

 

A Alcon, laboratório global em produtos oftalmológicos, vai alertar o público da Campus Party Brasil, principal evento de internet e tecnologia do País, sobre saúde ocular. A empresa quer conscientizar as pessoas sobre a Síndrome do Olho Seco (SOS), condição que já acomete 25% da população mundial¹ e que e pode ser causada por hábitos como o uso prolongado de dispositivos eletrônicos.

"O público da feira é consumidor assíduo de tecnologia e passa boa parte do tempo conectados a smartphones, tablets, computadores. Por isso achamos importante conscientizar sobre o Olho Seco e aliar a saúde ocular com a tecnologia, tão importante para a sociedade atualmente", diz o diretor da área Vision Care da Alcon, Antonio Mendes.

Patrocinadora do evento pela primeira vez, a Alcon leva para o festival o "SPA do Olhos", um espaço preparado especialmente para oferecer conforto e bem-estar ao público, e que funcionará durante os cinco dias de evento. Lá os visitantes podem receber uma massagem facial relaxante de cerca de 10 minutos e ganhar amostras do lubrificante oftálmico Systane®, lágrimas artificiais que ajudam a diminuir o desconforto associado ao olho seco. O produto proporciona conforto imediato, melhor lubrificação e proteção prolongada para os olhos. No "SPA dos Olhos" há ainda lockers com tomadas para que o público possa deixar seus aparelhos celulares carregando em segurança.

Sobre a Síndrome do Olho Seco

Segundo o Dry Eye Workshop – estudo realizado pela Tear Film & Ocular Surface Society (TFOS), a SOS é uma doença multifatorial que se manifesta com a diminuição da produção de lágrimas ou o aumento da evaporação do filme lacrimal, resultando em sua instabilidade, com desconforto, alteração da acuidade visual e potencial dano à superfície ocular. Uma das principais causas da doença atualmente está relacionada ao uso prolongado de dispositivos eletrônicos, mas há também outros fatores como os biológicos (doenças autoimunes, reumáticas, alterações hormonais), externos (mudanças climáticas e ambientais, ar-condicionado), e temporários (cirurgias e uso de medicamentos como antialérgicos, antidepressivos e diuréticos). Todos esses fatores podem gerar um funcionamento inadequado do ambiente visual, que depende da boa saúde das pálpebras e apêndices, da produção normal de lágrimas e da superfície adequada da córnea e conjuntiva. Em todos os casos, o diagnóstico é feito por um oftalmologista, que analisa a história médica do paciente, seus hábitos de vida e antecedentes familiares para descartar os fatores externos que contribuem para essa condição. Se a doença for detectada precocemente, um tratamento consistente pode evitar a ocorrência de úlceras e cicatrizes corneanas, que resultam em transplante de córnea. Os pacientes também podem ser submetidos a procedimentos cirúrgicos para prevenir a drenagem de lágrimas dos olhos. Considerada a última alternativa, a cirurgia para ocluir os canais lacrimais é realizada quando os procedimentos não cirúrgicos não forem bem-sucedidos.

Serviço Campus Party Brasil Data: de 12 a 17 de fevereiro

Local: Expo Center Norte - Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme, São Paulo.

Informações: https://brasil.campus-party.org/

SPA dos Olhos Funcionamento: de 12 a 17 de fevereiro, das 14h às 2h.

Localização: entrada do acampamento dos campuseiros

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de comunicação Alcon