24 de Abr de 2019

Saiba quais cuidados devem ser tomados para não adquirir a doença

Conjutivite

Verão. Época de sol, mar, piscina e também da famosa conjuntivite. Doença causada por um processo inflamatório da conjuntiva, membrana transparente e vascularizada que reveste o globo ocular. Com a chegada da estação mais quente do ano os cuidados com a higiene dos olhos devem ser redobrados. É que nesta época o contágio acontece principalmente nos usuários de piscinas e em locais turísticos onde há um grande aglomerado de pessoas frequentando o mesmo local.

"A doença pode ser química, alérgica e infeciosa. A forma de contágio mais comum é o direto, ou seja, contato mais próximo, como beijo, abraço, passar as mãos sujas nos olhos", explica a oftalmologista Dra. Marília Medeiros.

Os sintomas da doença são variados e vão desde sensação de coceira nos olhos, vermelhidão, secura, edema nas pálpebras e secreção, que pode ser esbranquiçada ou amarelada.

"Nessa época do ano é comum os surtos de conjuntivites virais em virtude das viroses, mudanças e temperatura e aglomerações", explica a oftalmologista.

Marília Medeiros explica ainda que qualquer pessoa pode ser acometida pela doença e que não existe uma forma de prevenção, mas que evitar passar as mãos nos olhos, separar travesseiros e toalhas dentro de casa e lavar sempre as mãos, ajudam a evitar o contágio. Ao notar qualquer sintoma da doença o ideal é procurar um oftalmologista que irá prescrever o colírio que deverá ser usado e a forma correta do tratamento.

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de comunicação do Instituto de Olhos do Recife