17 de Dez de 2018

Com o objetivo de esclarecer a população sobre os riscos do diabetes, a Sociedade Joinvilense de Medicina (SJM) e Associação Catarinense de Oftalmologia (SCO) realizaram, no último feriado, o 2º Mutirão do Diabetes de Joinville. No dia 15 de novembro, médicos e profissionais de saúde se reuniram para a ação na Sociedade Esportiva e Recreativa da Tigre. Cerca de 400 pessoas realizaram a medição de glicemia, entre outros exames gratuitos, como a análise de massa corpórea e avaliação de pés diabéticos.

Apoiadores e patrocinadores desse projeto, o Grupo Opty e a sua unidade em Joinville, o Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, marcaram presença na ação social. Cerca de 235 diabéticos passaram pelos cuidados de oftalmologistas e realizaram o exame de fundo de olho para detectar a retinopatia diabética, a maior causa de cegueira na população abaixo dos 60 anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Desse total, doze casos que exigem maior atenção serão acompanhados gratuitamente por retinólogos do Sadalla para a realização de consultas e procedimentos a laser.

De acordo com a OMS, estima-se que para 600 mil pessoas, o equivalente à população de Joinville, existam 25.800 diabéticos. Desse total, apenas 54% dos indivíduos com a doença têm conhecimento sobre o diagnóstico de diabetes.