21 de Out de 2017

Glaucoma materia diagnostico201115 

26 de Maio celebramos o dia nacional de combate à doença que atinge cada vez mais brasileiros: o Glaucoma. A doença, tem como principal causa a elevação da pressão ocular, que causa danos ao nervo óptico e, com isso, a acuidade visual é afetada. Sem controle, a doença pode levar à cegueira irreversível. Segundo estimativa divulgada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), 65 milhões de pessoas já foram diagnosticadas com glaucoma em todo o mundo, sendo 900 mil só no Brasil.

O glaucoma é perigoso. Na maioria dos casos desenvolve-se lentamente, no decorrer de meses ou anos, sem ocasionar nenhum sintoma. Alguns pacientes poderão experimentar sintomas vagos como perda de visão lateral, visão embaçada ou dificuldade em adaptar-se a ambientes escuros, mas ainda assim são importantes avisos de que é necessário um exame ocular completo. Embora qualquer pessoa esteja sujeita à ocorrência do glaucoma a qualquer tempo, alguns grupos de risco incluem:

  • Negros;
  • Diabéticos;
  • Idosos;
  • Usuários de colírio com corticoides;
  • Portadores de alto grau de miopia;
  • Pessoas com problemas cardiovasculares;
  • Pessoas com histórico familiar da doença.

A data tem como objetivo propiciar reflexão e conscientização de que um diagnóstico precoce pode evitar sua rápida progressão. O glaucoma é uma doença crônica que dura toda a vida, e é necessário que o paciente fique em observação e faça tratamentos contínuos para manter controlada a pressão intra-ocular, evitando a perda da visão. Quanto mais rápido se descobrir e tratar a doença, menor será a perda. O glaucoma pode ser tratado com colírios, comprimidos ou ainda, em alguns casos, pode ser necessária a intervenção cirúrgica.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Grupo HOSP