25 de Mai de 2020

De olho na sua visão

Os seus olhos merecem cuidados todos os dias do ano, mas quando a intensidade dos raios solares é maior, eles precisam de atenção redobrada. Quem explica é a médica oftalmologista Dra. Bruna Karla Perozzo. A exposição ao Sol é importante para o desenvolvimento visual e para a prevenção de miopia em crianças. No entanto, sem os cuidados necessários, esta exposição pode ser associada ao desenvolvimento de enfermidades como catarata, pterígio e lesões de córnea, além de doenças mais graves que podem até mesmo levar à cegueira, como a degeneração macular e tumores oculares.

Para se proteger, Bruna aponta a importância do uso de óculos de Sol. Estes devem bloquear entre 99 a 100% dos raios ultravioletas, tanto UVA, quanto UVB. “Para isso, é fundamental o uso de lentes de qualidade, com certificado de proteção”. A coloração das lentes, assim como a polarização, não interferem no grau de proteção. Porém, lentes polarizadas ajudam a diminuir o efeito de ofuscamento (glare), reflexo produzido por superfícies como água ou asfalto.

Os óculos com lentes sem a proteção trazem riscos ainda maiores, alerta a oftalmologista. “Nosso corpo tem sábios mecanismos para nos proteger. Um deles é a diminuição do tamanho das pupilas quando estamos em ambientes com maior luminosidade, o que minimiza a entrada de luz nos olhos e os danos associados. Os óculos de Sol, por serem escuros, permitem que a pupila fique mais aberta. Se não houver a proteção, o dano será maior do que se estivéssemos sem nenhum óculos”. Para quem já faz uso de óculos de grau para corrigir miopia, astigmatismo ou hipermetropia, por exemplo, a dica da profissional é associar o grau a um óculos com proteção solar, conforme prescrição do seu oftalmologista.

Cuidados desde criança

Dra. Bruna é especialista em oftalmopediatria e estrabismo adulto e infantil, e faz um alerta importante: é fundamental aplicar os mesmos cuidados aos olhos das crianças e dos bebês. Nessa faixa etária é ainda mais comum o uso de “óculos de brinquedo”, sem proteção, o que representa um grande risco para a saúde dos pequenos.

Também é importante atentar para os checkups de rotina. As crianças assintomáticas e que fizeram o teste do olhinho na maternidade devem realizar o primeiro exame completo, com dilatação das pupilas, a partir dos seis meses de idade. Dos seis meses em diante, os exames devem ser semestrais. A partir dos dois anos e durante a fase adulta, devem ocorrer uma vez por ano.

A enfermeira Éllin Maiara Mallmann Schmidt, 32, utiliza óculos para correção de miopia e astigmatismo desde a adolescência. O acompanhamento oftalmológico começou quando ainda era criança, em função do histórico de glaucoma na família. Entre os cuidados para manter a visão saudável, Éllin sempre utiliza os óculos de Sol. As consultas com o oftalmologista são frequentes e, como substituiu os óculos de grau pelas lentes de contato há dez anos, realiza higienização diária e colírio para lubrificação dos olhos.

b_300_0_16777215_00_https___www.jornalahora.com.br_wp-content_uploads_2020_03_case.jpegAssim como a mãe Lenir a levou ao oftalmologista desde a infância, Éllin se preocupa em cuidar da visão dos filhos Gabriel, 3, e dos gêmeos Lucas e Felipe, de quatro meses. “O Gabriel consulta desde os seis meses, e sempre que pratica atividade física ou vai brincar ao Sol, utiliza boné e óculos com proteção solar. Os gêmeos também já estão consultando com a oftalmologista para garantir a saúde ocular”

Além do óculos de sol

Bruna também alerta que, assim como nos cuidados com a pele, no verão os cuidados com os olhos também devem incluir evitar se expor ao sol entre 9 h e 16 h, horário de maior incidência dos raios ultravioletas, fazer uso de bonés ou viseiras, e proteger-se mesmo em dias nublados.

O contato com a água do mar e das piscinas também traz riscos para a visão. Transmissão de infecções como as conjuntivites virais e bacterianas, e lesões de superfície causadas pelos produtos químicos presentes na água das piscinas são alguns exemplos citados por Bruna. Para prevenir, o indicado é utilizar óculos para natação e lavar bem os olhos com água limpa e fresca após um dia de praia ou piscina. “Se houver sintomas como lacrimejamento, coceira, olho vermelho, ou baixa de visão, o veranista deve procurar um médico oftalmologista o quanto antes”.

Como proteger seus olhos: um guia práticoSempre use óculos com proteção ao se expor ao SolUtilize óculos de mergulho e lave bem os olhos após um dia de praia ou piscinaProcure fazer uso do seu óculos de Sol mesmo em dias nubladosÓculos de grau não é desculpa! Dê preferência para lentes que escurecem quando expostas ao Sol ou óculos de Sol com grauAtenção redobrada para as crianças: óculos de brinquedo não protege e pode prejudicá-las.Consulte um oftalmologista uma vez por ano para fazer um checkup da sua visãoMantenha uma alimentação saudável e beba águaEvite esfregar os olhosControle o tempo de uso de celulares, tablets e demais eletrônicosColírios apenas sob prescrição médica.Use shampoo neutro (como os específicos para bebes) para lavagem diária dos olhos