22 de Jun de 2018

b_300_0_16777215_00_images_stories_olho_idoso.jpgO Glaucoma é a principal causa de cegueira em pessoas acima de 50 anos e atinge cerca de 150 milhões de pessoas em todo o mundo. A doença é normalmente bilateral e irreversível, porém, é controlável desde que seja precocemente diagnosticada.O glaucoma é uma alteração da pressão do líquido, chamado humor aquoso, que preenche o globo ocular. Quando essa pressão, denominada “tensão intra-ocular”, é maior do que o normal há o risco de ocasionar danos aos olhos.Isso ocorre devido ao aumento da formação da substância ou pela obstrução do conduto pelo qual ela normalmente deveria sair do olho.

Desta forma, como o líquido continua sendo produzido, a pressão intra-ocular aumenta e passa atuar sobre a parte mais fraca da vista, o ponto na esclera onde o nervo óptico deixa o olho.É o nervo óptico que carrega a informação visual até o cérebro.Ele é composto por mais de um milhão de células nervosas.Quando se eleva a pressão no olho, as células nervosas tornam-se comprimidas, o que as danifica e, eventualmente, até causa sua morte resultando em perda visual permanente, ou seja, a cegueira.

O diagnóstico e o tratamento precoces do glaucoma podem prevenir esta situação.Porém, o paciente geralmente não percebe que sofre de glaucoma, uma vez que ocorre, na maioria dos casos, o desenvolvimento lento da doença sem ocasionar nenhum sintoma, dificultando o diagnóstico até que, gradualmente, vai afetando o próprio centro do campo visual, no qual se estabelece a cegueira.

Os riscos de desenvolver esta doença são em pessoas com mais de 35 anos, no entanto, existem algumas condições especiais que podem apresentar o desenvolvimento da doença em pessoas com histórico familiar de glaucoma, pressão intra-ocular anormal, descendência africana ou asiática e diabetes, miopia ou que fazem uso prolongado de corticóides.

O diagnóstico é feito por um cuidadoso exame ocular realizado por um oftalmologista, que compreende em um procedimento simples como a Tonometria, que mede a pressão intra-ocular.Embora, não se possa curar o glaucoma, na maioria dos casos, ele pode ser controlado mediante tratamento apropriado.

Por Dr. Gilberto Sales Pereira