21 de Out de 2017

De acordo com especialistas, mesmo no inverno, exposição à claridade exige cuidados

olhos 01

Com a diminuição da incidência dos raios solares durante o inverno, é comum se esquecer da importância dos cuidados com os olhos no período. Mesmo em menor escala que em dias mais claros, como os dias de verão, a exposição aos raios UVA e UVB em dias nublados ainda existe e exige cuidados, e por não ser aparente, é ainda mais perigosa.

A exposição diária à claridade e aos raios UV pode levar à degeneração macular, uma doença que afeta a parte central e mais nobre da retina. “A mácula é a área da retina responsável pela visão dos detalhes. Quando essa área é lesionada, a vista pode ficar embaçada e progressivamente surgir uma mancha escura no centro da visão”, conta a oftalmologista Dra. Márcia Beatriz Tartarella, diretora da Sociedade de Oftalmologia Pediátrica da América Latina.

A doença afeta a visão de perto e de longe, e pode dificultar ou impedir atividades importantes do cotidiano, como ler e dirigir. Como não apresenta sintomas significativos em seu estágio inicial, a degeneração da mácula pode demorar para ser diagnosticada. “Ainda não existem tratamentos eficazes que consigam solucionar as alterações na visão ocasionadas pela doença.  Por isso, a melhor solução é a prevenção. Uma das recomendações é fazer uso de lentes fotossensíveis, como as da Transitions, que se adaptam às diferentes luminosidades do dia e ajudam a proteger contra os males dos raios UV”, completa a oftalmologista.

É importante ressaltar que a melhor forma de prevenir qualquer doença ocular é fazer uma visita regular ao oftalmologista. Um exame rotineiro, com dilatação de olhos, será capaz de detectar danos ou pré-disposição à degeneração macular. Outra forma de reduzir os riscos de desenvolver problemas de visão é manter hábitos saudáveis, com prática de exercícios e dieta balanceada.

 

 

 

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Transitions